Como descobrir se tenho má absorção de lactose

  • 0
Teste Lactose Hidrogenio Expirado

Como descobrir se tenho má absorção de lactose

Os métodos mais utilizados para o diagnóstico de má absorção são o teste do hidrogênio expirado, o teste de tolerância à lactose e os testes fecais. Na impossibilidade da realização de exames, podemos realizar um teste terapêutico com exclusão parcial ou total da lactose da dieta.


• Teste do hidrogênio expirado

O teste de tolerância à lactose pelo hidrogênio expirado é baseado na determinação da concentração de hidrogênio em amostras de ar expirado, antes e após a ingestão de lactose. O aumento na concentração de hidrogênio em amostras de ar expirado após a administração de lactose é sempre indicativo de má absorção deste carboidrato, uma vez que a fermentação de carboidratos não digeridos é única fonte endógena para produção de hidrogênio nos seres humanos.
Estudos mostram que o teste do hidrogênio expirado é o melhor método para o diagnóstico de intolerância à lactose por apresentar alta sensibilidade e especificidade e não ser invasivo. A concentração de hidrogênio no ar expirado pode ser facilmente mensurada com a utilização de um equipamento manual de teste respiratório.

Teste tolerancia lactose

Curva de absorção da lactose: resultado positivo

Saiba mais sobre o teste de tolerância à lactose pelo hidrogênio expirado e agende seu exame.

• Teste de tolerância à lactose (sanguíneo)

Este teste é baseado na determinação da glicemia em amostras de sangue, antes e após a ingestão de uma sobrecarga de lactose. São coletadas três amostras de sangue no período de uma hora, sendo uma em jejum e duas após ingestão de lactose. Durante o processo de digestão, a lactose é “quebrada” no intestino delgado em glicose e galactose. A glicose absorvida causa aumento da glicemia. Portanto, pacientes com intolerância à lactose apresentam pouco ou nenhum aumento da glicemia sanguínea após ingestão da lactose. Devido elevada proporção de resultados falso negativos e falso positivos, estudos recomendam substituí-lo pelo teste do hidrogênio expirado.

• Testes fecais

O pH fecal e a pesquisa de substâncias redutoras nas fezes podem ser utilizados em conjunto como triagem de má absorção de carboidratos em recém-nascidos e lactentes, mas não são confiáveis em crianças maiores e adultos. Importante citar que recém-nascidos normais em aleitamento materno exclusivo ou que recebem fórmulas com altas concentrações de lactose e indivíduos em uso de ácido nalidíxico, cefalosporinas e ácido ascórbico, podem apresentar resultados falso-positivos na pesquisa de substâncias redutoras nas fezes.


Tratamento

O tratamento da intolerância à lactose é realizado com a utilização de fórmulas lácteas à base de leite de vaca que não contenham lactose (fórmulas sem lactose), ou através de fórmulas de soja. Para os indivíduos com intolerância parcial à lactose, existem leites com baixos teores de lactose, que contém 90% menos lactose que os leites habituais. É possível também, para os amantes incondicionais do leite, a ingestão da lactase.

A escolha do tratamento depende da avaliação individual do paciente pelo médico especialista. Portanto, consulte sempre um gastropediatra antes de iniciar qualquer tratamento.


Bibliografia:
1. Levitt MD. Production and excretion of Hydrogen gas in man. New Engl. J. Med 1969; 281:122-27.
2. American Academy of Pediatrics Committee on Nutrition. Lactose intolerance in infants, children, and adolescents. Pediatrics. 2006; 118(3):1279-86.
3. Eisenmann A, Amann A, Said M, Datta B, Ledochowski M. Implementation and interpretation of hydrogen breath tests. J Breath Res 2008; 2:1-9.